Violeta Extravagante
Querido Diário

Assim que Dezembro chega, pareço bipolar.
Por um lado é o natal e toda a parafernália que esta época me traz, são a montras todas enfeitadas a preceito, são as árvores de natal, as musicas, os cheiros, o frio, as cores de natal. Adoro isto tudo. Vibro com isto tudo.
Por outro lado, são recordações. Más recordações.
Somos o produto das nossas vivências, das nossas experiências, sejam elas boas ou más. Sou hoje o resultado de tudo o que passei na vida. O bom e o mau. Para a semana, vou andar com uma neura bem pior do que já estou  hoje. Prefiro andar de mau humor, irritada e irritante do que assim. Triste, calada à espera que o dia 8 passe. Mas tentando a todo o custo que não se note. Com recordações de 5 anos vividos como se em estado de coma estivesse.
São recordações antigas, que se instalaram incrustadas na memória e que não desapareceram 28 anos depois.
Foram 5 anos em que a ingenuidade de menina foi morrendo. Lentamente. A cada mentira, a cada humilhação, a cada grito, a cada estalo, assim a minha ingenuidade se foi. Lentamente em 5 anos. Aprendi a ser mulher a cada lágrima, a cada soluço sufocado para ninguém saber, com vergonha que alguém soubesse.

Por isto e por mais, é que por aqui vou andar no limbo...por dentro. Que por fora, vão ser muitas as vezes que até irei brincar, rir e mostrar aquela mulher forte, bem disposta e sorridente...

(é para isto que os diários servem não é?)
Etiquetas: edit post
6 Responses
  1. Lemon Says:

    Por cada um desses momentos tristes dou-te um sorriso, um abraço e um dia cheio de sol. Haverá sempre amanhã, mesmo quando nos sangre o coração e nos sorriam os lábios. Para ti um abraço do tamanho do mundo. Bjs.


  2. Gina Says:

    É. Os diários existem para escrever o que vivemos. Ponto final.

    Gosto do teu blogue, é simples e fluído. Há uns dias caí aqui sem querer mas não comentei, não tinha nada a declarar (o que já é meu costume). Comentei hoje.


  3. Obrigada meninas, pelas vossas simpaticas e queridas palavras :)


  4. Não tenha a menor dúvida.
    Os diários servem para repor os pensamentos, as ligações, os elos fortes e fracos que nos deparam todos os dias, as fortes e fracas emoções e todos os ditames da vida.
    Quantas vezes seria agradável recordar aquela lágrima derramada com o maior dos sentimentos, ou então aquele sorriso rasgado que nõ conseguimos guardar? No nosso diário poderemos "escravinhar" para mais tarde recordar.
    O texto está maravilhoso.
    Se não for antes, desejo-lhe atempadamente um feliz Natal e, que seja guardado no vosso diário.


  5. AVOGI Says:

    Bem, querida VIOLETA, deixaste assim perplexa a olhar para o monitor sem saber se li bem ou não.
    Chiça moça tu és mulher de garra de passar por cima e atao deixa para trás essas tristes memórias, eu sei que é difícil pois é muito o peso. enfim, deixo aqui a minha solidariedade e se pudesse dar-te aquele abraço era iso que faria neste momento
    kis .=(


  6. Sao datas que marcam epocas e por muito que se tente e' dificil de ultrapassar, mas um dia ultrapassamos :-) 5 anos e' muito deixa isso para tras e segue o caminho sempre em frente
    beijinhos e sorri