Violeta Extravagante
Querido Diário

Não acho piada nenhuma ao Dia dos Namorados...
Nem é por hoje estar doentinha (quando estou doente fico com "mau-feitio"...ou pior).
Mas, a obrigação de preparar alguma coisa num dia específico, faz-me parecer um carneiro (não tenho nada contra o bichinho, até gosto de um bom ensopado do dito...)
Como hoje se comemora o Dia dos Namorados, e como eu sou pelos oprimidos, ostracizados e pelas minorias, deixo aqui uma sugestão de leitura para aqueles que hoje não tem namorado e nem se importam com isso, para aqueles que embora sós, não sentem a solidão, para aqueles que embora sós, continuam a acreditar no amor.


Este livro, mais do que um livro que fala de amor, fala de afectos, de emoções e da emoção que é amar.
Não é um livro lamechas, nem todas as estórias têm um final feliz, mas são histórias possíveis de um quotidiano que pode ser o nosso.

PS: Agora, vou matar a cabeça para fazer uma surpresa ao meu mais que tudo; (é que ele gosta de celebrar este dia...e eu gosto de o ver feliz) tendo em conta que estou com dores no corpo todo, febre e que quando estou assim para o engripado tenho sempre tudo o que tenho direito - não deve sair lá grande coisa desta cabecinha, logo se vê...
Etiquetas: edit post
2 Responses
  1. Rita G. Says:

    enrosquem-se debaixo das mantas a ver um filme romântico:) bj e as melhoras!


  2. Manuela Says:

    Então Violeta, as rápidas melhoras e bom dia de S. Valentim :)